Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > O Livro dos Médiuns
SEGUNDA PARTE - Cap. XXXI - Dissertações espíritas - XXVIII (Estudo 130 de 133)

       

Reflexão

1) Como reconhecer uma comunicação dos “falsos profetas”?

2) Como nos capacitar para este “exame”?

3) Como se precaver dessa influência perniciosa?

 
SEGUNDA PARTE - Cap. XXXI - Dissertações espíritas - XXVIII - Conclusão Voltar ao estudo
 
CONCLUSÃO

1) Pelo seu teor moral e pelo conteúdo.
Como escreveu Manuel,
A) comunicações que instiguem a desarmonia e a desunião,
B) comunicações que se utilizem de expressões grosseiras,
C) que revelem traços de sentimentos inferiores, como raiva, revolta, etc.,
D) que firam a lógica, a razão, o bom senso e os mais elementares conhecimentos científicos,
E) que pretendam ensinar toda a verdade, mas que revelem antes sistemas pessoais e excêntricos, sem eco em outras mensagens de outras fontes espirituais.



2) Como nos capacitar para este “exame”?

Estudando.

Somente com o conhecimento que a Doutrina Espírita nos faculta é possível fazer um exame sério de qualquer comunicação.



3) Como se precaver dessa influência perniciosa?

Levando-se em consideração que atraímos para junto de nós os Espíritos iguais, quanto melhor nos tornamos, melhores Espíritos atrairemos. Para conseguir esse melhoramento moral é necessário estudar e trabalhar, orar e vigiar, sem esquecer que a caridade é a nossa única esperança de salvação, pois como bem diz André Luiz, entre Deus e nós, o próximo é a ponte...

1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo