Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > O Livro dos Médiuns
SEGUNDA PARTE-Capítulo XXVII–Das evocações-item 334- 335 (Estudo 103 de 133)

       

Reflexões

1) Qual é ou deve ser a finalidade de uma associação ou sociedade espírita?

2) O que impede ainda certos grupos tanto pequenos quanto grandes de permanecer unidos em uma associação ou sociedade espírita por muito tempo?

3) Qual a condição, dentre todas, é fundamental para que uma sociedade espírita siga unida e coesa, embora aberta?

4) Que contribuição pode trazer a disciplina nas casas espíritas?
 
SEGUNDA PARTE-Capítulo XXVII–Das evocações-item 334- 335 - Conclusão Voltar ao estudo
 
CONCLUSÃO

1) Primeiramente estudo e divulgação da Doutrina Espírita; segue a prática da caridade em todas as suas instâncias, ou seja, a propagação da Doutrina Espírita para a renovação do homem, é a função essencial do Centro Espírita, cujas finalidades derivam da sua natureza de núcleo de estudo, fraternidade, oração e trabalho, com base no Evangelho de Jesus interpretado à luz da Doutrina Espírita.

2) As diferenças de opinião, personalidade e grau evolutivo entre as pessoas e o orgulho e o egoísmo aos quais ainda estamos atrelados. Isso faz com que as diferenças entre os indivíduos levem muitos a não aceitarem o modo como o grupo é dirigido, por exemplo, e, em vez de procurar um consenso, buscam outro grupo, na esperança de que o grupo se adapte às suas ideias e não o contrário.

3) O trabalho em busca dos mesmos objetivos e intenções regidas pelo Evangelho de Jesus, deixando de lado o personalismo.

4) A disciplina é fundamental em qualquer área da vida tanto encarnada quanto desencarnada; é ela que nos proporciona a perseverança na busca da melhoria material e moral.

1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo