Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > O Livro dos Médiuns
SEGUNDA PARTE-Capítulo XXVII–Das evocações-item 303 (Estudo 93 de 133)

       

Reflexões

1) Por que dizem os espíritos que as mistificações são os inconvenientes que melhor podemos evitar?

2) Assim, como podemos evitar?

 
SEGUNDA PARTE-Capítulo XXVII–Das evocações-item 303 - Conclusão Voltar ao estudo
 
CONCLUSÃO

1) Porque depende de nós exclusivamente. É do nosso conhecimento, do estudo, da nossa vigilância (orar e vigiar), que resultarão "armas" contra as mistificações que também têm seu lado útil - como tudo enfim. Segundo Emmanuel, em "Consolador", "A mistificação experimentada por um médium traz, sempre, uma finalidade útil, que é a de afastá-lo do amor-próprio, da preguiça no estudo de suas necessidades próprias, da vaidade pessoal ou dos excessos de confiança em si mesmo. Os fatos de mistificação não ocorrem à revelia dos seus mentores mais elevados, que, somente assim, o conduzem à vigilância precisa e às realizações da humildade e da prudência no seu mundo subjetivo".

2) Sendo racionais e lógicos - tudo medindo por esses critérios aliados à fé, estaremos mais seguros - sendo necessário apenas orar e vigiar, principalmente vigiar.
1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo