Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > O Livro dos Médiuns
SEGUNDA PARTE-Capítulo XXVI–Das evocações-item 296 (Estudo 89 de 133)

       

Reflexões

1) Por que o conhecimento sobre outros mundos podem nos ser úteis?

2) Como saber se a informação é confiável?
 
SEGUNDA PARTE-Capítulo XXVI–Das evocações-item 296 - Conclusão Voltar ao estudo
 
CONCLUSÃO

1) O conhecimento de outros mundo reforça a vontade de habitá-los, sabendo que para que isso aconteça devemos evoluir moralmente para merecê-lo. "Os bons Espíritos se comprazem mesmo em descrever-vos os que eles habitam, como ensino tendente a vos melhorar, induzindo-vos a seguir o caminho que vos conduzirá a esses mundos. É um meio de vos fixarem as ideias sobre o futuro e não vos deixarem na incerteza".

2) Usando o mesmo critério de qualquer outra comunicação.
Como podemos ver em toda a obra da codificação, para aquilatar o valor dos espíritos não há outro critério, senão o bom senso. Os espíritos superiores usam constantemente uma linguagem nobre, digna, repassada da mais alta moralidade, enquanto que a linguagem dos espíritos inferiores é inconsequente, frequentemente trivial e até grosseira. Os espíritos comunicantes devem, pois, ser identificados por suas ideias e pela essência espiritual de suas palavras, tanto quanto pelos sentimentos que inspiram e pelos conselhos e/ou a utilidade das informações que dão.
1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo