Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > O Livro dos Médiuns
SEGUNDA PARTE-DAS MANIFESTAÇÕES-Capítulo XXIV–Da identidade–itens 266-267 (Estudo 68 de 133)

       

Reflexão

1) Os espíritos nos recomendam o uso do bom senso na avaliação das mensagens recebidas. Como podemos qualificar nosso julgamento para que possamos reconhecer o valor dessas mensagens?

2) "Os bons Espíritos só dizem o que sabem"; bons espíritos, aqui significam sempre Espíritos Superiores?

3) Destaque no texto o que mais lhe chamou a atenção e comente.

 
SEGUNDA PARTE-DAS MANIFESTAÇÕES-Capítulo XXIV–Da identidade–itens 266-267 - Conclusão Voltar ao estudo
 
CONCLUSÃO

1) Em primeiro lugar estudando a doutrina, sistemática e continuamente e com perseverança; conscientizando-se que precisamos do concurso dos bons espíritos e que somente uma conduta moral ilibada é capaz de mantê-los ao nosso lado com o objetivo de aprimoramento. Assim antes de nos considerarmos aptos a julgar devemos primeiramente julgar a nós mesmos com maior severidade ainda.

2) Não. Espíritos atrasados também podem ser bons, já que o atraso moral não significa ser mau - é apenas um espírito que ainda não aprendeu. Assim, espíritos bons, embora ainda limitados em seu saber, podem dar bons conselhos de acordo com seus conhecimentos.

3) "Jamais os bons Espíritos aconselham senão o que seja perfeitamente racional. Qualquer recomendação que se afaste da linha reta do bom-senso, ou das leis imutáveis da Natureza, denuncia um Espírito atrasado e, portanto, pouco merecedor de confiança". Por isso é tão importante o estudo sério e a reflexão de acordo com o conhecimento adquirido.

1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo