Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > A Gênese
Os seis dias - 2ª pte. (itens 8 a 12) (Estudo 82 de 136)

       

1. Um dos pontos que tem sido mais criticado na Genese é a criação do Sol depois da luz.
Moisés nao cometeu erro ao afirmar isso, pois o Sol não é o princípio da luz universal, mas sim, uma concentração do elemento luminoso sobre um ponto, ou seja um fluido que dadas certas circunstancias adquire propriedades luminosas. Esse fluido (causa) devia preceder o Sol (efeito). Em um quarto escuro, uma vela é um pequeno sol, mas como foi acesa? foi preciso um fluido luminoso (fósforo-causa) para que a vela se acendesse (efeito).
2. O erro de Moises é ter dito que a Terra foi criada antes do Sol. A Terra sendo sujeita ao Sol em seu movimento de translação, deve ter sido formada depois dele: Moisés como é claro nao sabia sobre a lei da gravitaçao.
3. É evidente que Moises compartilha das crenças primitivas referentes a cosmogonia. Uma antiga crença fazia considerar a água como o elemento gerador primitivo. Perceba que Moises nao fala da criação da água - é como se ela já existisse. A Terra, sendo supostamente formada no meio das águas, era necessário isolá-la; supoe-se pois que Deus fizera o firmamento, abóbada sólida que separava as águas do alto das que estavam sobre a Terra. Para compreender certos pontos da Geneses, é necessário que se coloque no ponto de vista da cosmogenia da época em que foi escrita.
4. Moises está mais conforme a verdade quando afirma que Deus criou o Homem a partir do limo da Terra. A ciencia nos mostra que o corpo do homem é composto de elementos hauaridos da matéria inorganica, o que de outro modo se diz: o limo da terra.
A mulher criada da costela é uma alegoria pueril na aparencia porem profunda no sentido. Mostra que a mulher é da mesma natureza do homem sua igual perante Deus e não uma criatura à parte.Tem o sentido de dizer ao homem que ela é sua igual, e nao sua escrava e que ele deve ama-la como parte de si mesmo.
5. Para os espíritos incultos, sem noção alguma das leis gerais a criaçao milagrosa e instantanea tinha qualquer coisa de fantástico. O quadro do Universo tirado do nada em alguns dias era o sinal mais evidente do poder de Deus. Uma teoria cientifica e raciocinada da criação, os teria deixado frios e indiferentes.
6. Nao rejeitemos a genese biblica. É uma época cheia de alegorias das quais precisamos achar o sentido oculto, comentar e explicar com o auxilio das luzes da razão e da ciencia.

QUESTÕES PARA ESTUDO

a) Como podemos estudar o fato de o Sol ter sido formado após a luz?

b) Quem surgiu primeiro a Terra ou o Sol? Por que?

c) Como explicamos a alegoria da criaçao de Adão?

d) Por que Eva foi criada da costela de Adão e nao do limo da terra?

e) Por que nao devemos desprezar o estudo da genese biblica?

 
Os seis dias - 2ª pte. (itens 8 a 12) - Conclusão Voltar ao estudo
 
A criação do Sol depois da luz é um dos pontos que tem sido mais criticado na Gênese moisaica. No entanto, nenhum
equívoco cometeu o legislador do povo hebreu ao afirmar isso, pois o Sol não é o princípio da luz universal. O mesmo
não se pode dizer quanto à narrativa da criação da Terra anteriormente ao Sol, fato hoje desmentido pela ciência.
Quanto à criação do homem, somente podemos entendê-la em relação aos corpos, pois quanto aos espíritos, nada
sabemos. A imagem da sua formação do limo da Terra encerra uma realidade, pois o corpo humano é composto dos
elementos extraídos da matéria inorgânica, simbolizada na Gênesis pelo limo da Terra.



QUESTÕES PROPOSTAS PARA ESTUDO


a) Como podemos estudar o fato de o Sol ter sido formado após a luz?

Conforme explica Kardec, o Sol não é o princípio da luz universal. É, sim, uma concentração dessa luz em um ponto
determinado, onde adquire as propriedades luminosas, por força da atuação do fluido luminoso sobre a sua matéria
constitutiva. Esse fluido luminoso havia necessariamente de preceder ao Sol, pois este é um efeito daquele. Para a
Terra, o Sol é a causa relativamente à luz (efeito) que ela recebe e que dele se irradia, mas, em relação à luz que emite,
o Sol é um efeito.

Para nosso melhor entendimento, exemplifica o Codificador com a hipótese de uma vela acesa em um ambiente escuro,
para o qual a vela é um pequeno sol. Para acender essa vela foi necessário que se desenvolvesse um fluido iluminante,
concentrado num ponto determinado. Para aquele ambiente escuro, a vela é a causa da luz. Todavia, não poderia ela
ser acesa se não existisse anteriormente um princípio luminoso. O mesmo se aplica à formação do Sol, que poderia até
existir sem a criação da luz. Nesse caso, seria matéria sem propriedades luminosas. Vemos, portanto, que Moisés não
errou ao afirmar que a luz precedeu o Sol, embora não dispusesse à época desses conhecimentos científicos.


b) Quem surgiu primeiro: a Terra ou o Sol? Por quê?

Quanto a essa questão, equivocou-se o autor da gênese bíblica. De conformidade com a ciência hoje conhecida, sabe-
-se que a Terra está sujeita a um movimento de gravitação em torno do Sol, conhecido em Astronomia como translação.
Estando submetida ao Sol, não poderia a Terra ter sido criada antes deste.

Por outro lado, estudamos no capítulo "Uranografia geral" que os sóis são resultado da condensação da matéria cósmica
primitiva em forma de imensa nebulosa e que os planetas são formados de massas de matéria condensada ainda não
solidificada, desprendidas da massa central que forma os sóis. Assim, conforme ensina a Astronomia, os planetas são
originados de seu respectivo sol, fazendo parte de seu sistema e permanecendo sob sua influência. Dessa forma, não
poderia a Terra ter sido criada antes do Sol. Ao contrário, é dele originada.


c) Como explicamos a alegoria da criação de Adão?

O termo hebreu haadam, utilizado na gênese bíblica para se referir à criação do homem, não é um nome próprio, como
os que comumente se utiliza para designar uma pessoa. Significa homem em geral, humanidade, espécie humana. A
figura da criação do homem formado do limo da Terra mostra que o seu corpo é composto dos elementos extraídos da
matéria inorgânica, que é simbolizada pelo limo da Terra. Como já estudamos em capítulo anterior, a matéria é uma só,
variando apenas a combinação de seus elementos, o que permite que ela se apresente sob formas variadas. O corpo do
homem não é exceção e é constituído da mesma matéria encontrada nos demais corpos.


d) Por que Eva foi criada da costela de Adão e não do limo da terra?

Esta é mais uma alegoria contida da gênese moisaica e que não pode ser entendida literalmente. Como sabemos,
àquela época, eram parcos os conhecimentos científicos e o estado evolutivo da humanidade ainda beirava a sua fase
primitiva, composta que era de espíritos muito incultos. A idéia de Moisés era transmitir àquele povo que a mulher é
da mesma natureza que o homem, sendo, por conseguinte, sua igual. Fazendo crer que a mulher foi tirada da própria
carne do homem, a idéia de igualdade se tornaria mais expressiva, eqüivalendo a dizer que ele deve amá-la como sua
semelhante, parte de si mesmo.


e) Por que não devemos desprezar o estudo da gênese bíblica?

A Natureza, como sabemos, não dá saltos. A revelação é gradativa à nossa capacidade de recepção. A gênese bíblica,
apesar dos equívocos hoje constatados pela ciência, deve ser estudada como reflexo de uma fase por que havia de
passar a humanidade em sua evolução. O seu estudo é importante, desde que não se perca de vista o sentido alegórico
e às vezes poético de sua narrativa. Deve ser estudada com as luzes da razão e da ciência, sem dogmatismo religioso
e sem confundi-la com algo de origem divina. Devemos procurar entender os ensinamentos que se encontram ocultos
em suas linhas, reconhecendo os eventuais equívocos hoje constatados.

1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo