Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > A Gênese
Raça adamica (itens 38 a 42) (Estudo 78 de 136)

       

1.- Dando sequencia ao nosso estudo veremos que foi durante uma imigração ou seja quando uma colonia de Espíritos vindos de outras esferas reencarnaram na Terra, que originou-se a raça simbolizada na pessoa de Adão e por isso é chamada de raça adamica.

2.- Nesta época a Terra já era habitada, mas a raça adamica, mais adiantada do que as outras raças aqui existentes é que com sua chegada vai impulsionar o progresso. Vemo-la desde os seus primordios já apta para as artes, a ciência sem ter passado pela infancia intelectual (caracteristica das raças primitivas). Tudo prova que ela nao era antiga na Terra.

3.- Temos que a doutrina que faz todo o genero humano partir de uma só indivualidade (Adão) não é admissível por uma série de fatores.

4.- Do ponto de vista fisiológico, vemos que certas raças apresentam características físicas que não permitem atribuir-lhes uma origem comum. Podemos dizer que certas diferenças sao produto do meio, mas sabemos que brancos que se reproduzem em países de raça negra nascem brancos e vice-versa. A exposiçao ao sol, torna a pele mais escura, mas não a transforma permanentemente em negra, fator que se dá por fatores genéticos caracteristicos de uma raça.
5.- Adão e seus descendentes são representados na Geneses como homens essencialmente inteligentes pois já constroem cidades, cultivam a terra e trabalham com os metais. Por essa razão não se justifica que tivessem como descendentes povos mais atrasados, o que caracteriza que quando os espíritos da chamada raça adamica reencarnaram na Terra, aqui já existiam raças mais primitivas e que com o passar do tempo através do cruzamento passamos a ter as raças mistas.

6.- Independente dos fatos geológicos vemos que a prova da existencia do homem sobre a Terra antes da época fixada pela Genese é tirada da população do globo. Sabemos que a cronologia chinesa remonta a 30.000 anos; o Egito e a India eram povoados e florescentes tres mil anos antes da era cristã e somente mil anos após a criação do primeiro homem segundo a cronologia biblica. É impossivel que no curto espaço de um ano, uma civilização criada a partir de um unico ser tivesse podido cobrir a maior parte da Terra. Tal fecundidade seria contrária a todas as leis antropológicas.

7.- A impossibilidade torna-se maior se admitirmos que o diluvio destruiu todo o genero humano, restando somente Noé e sua familia. Isso em 2348 anos antes da era cristã. Temos que 612 anos depois do diluvio o Egito era um poderoso imperio. Nessa época os hebreus chegaram ao Egito e foram recebidos como estrangeiros o que comprova que nao tinham nenhuma proximidade genética.

8.- Os fatos corroboram a lógica de que o Homem está sobre a Terra desde época bem anterior a indicada pela Geneses e que as diferenças raciais atestam origens primitivas diversas.


QUESTÕES PARA ESTUDO


a) Como podemos definir a chamada "raça adâmica" e quais as suas principais características?

b) Quais as razões de ordem física apontadas por Kardec para refutar a teoria de que o todo o gênero humano procede de uma única individualidade, representada na figura de Adão?

c) E de ordem moral?

d) De que modo a própria população do globo comprova a existência do homem na Terra antes da época fixada pela Gênese?

e) Qual a incompatibilidade apontada por Kardec entre a época do surgimento do homem na Terra fixada pela Gênese bíblica e o dilúvio narrado na mesma obra?
 
Raça adamica (itens 38 a 42) - Conclusão Voltar ao estudo
 
C O N C L U S Ã O

Foi durante uma imigração, quando uma colônia de espíritos vindos de outras esferas reencarnaram na Terra, que se originou a raça simbolizada na pessoa de Adão e por isso denominada raça adâmica. Nesta época a Terra já era habitada, mas a raça adâmica, mais adiantada do que as outras raças aqui existentes, com a sua chegada, vai impulsionar o progresso do Planeta. Temos, então, que a doutrina que faz todo o gênero humano partir de uma só individualidade (Adão) não é admissível, tanto do ponto de vista fisiológico, quanto moral.

QUESTÕES PROPOSTAS PARA ESTUDO

a) Como podemos definir a chamada "raça adâmica" e quais as suas principais características?

R - A raça adâmica é a que se formou por espíritos vindos para a Terra oriundos de outra esfera, numa dessas grandes imigrações coletivas ocorridas. Simbolizada pela figura de Adão, é por isso denominada raça adâmica. À época de sua chegada,
a Terra já estava povoada desde tempos imemoriais, sendo considerada como habitando este globo desde apenas alguns milhares de anos. O que a caracteriza é o seu grau de adiantamento intelectual maior que as raças que lhe precederam no planeta, pois que, quando aqui chegaram, já haviam feito grande progresso em outro mundo. Sendo mais adiantada em inteligência, deu importante contribuição para o progresso da Terra e das demais raças.

b) Quais as razões de ordem física apontadas por Kardec para refutar a teoria de que o todo o gênero humano procede de uma única individualidade, representada na figura de Adão?

R - Algumas raças apresentam características físicas particulares, diferentes das outras, o que afasta a hipótese de terem tido uma origem única. Se assim fosse, toda a humanidade teria o mesmo tipo étnico. As diferenças que apresentam não podem ter sido causadas por efeito do clima, por exemplo, pois que as suas características são mantidas independente do lugar onde se reproduzem. A ciência, hoje, comprova que, mesmo o meio ambiente influenciando, certos caracteres são peculiares de determinada raça, sendo o local de nascimento irrelevante no caso.

c) E de ordem moral?

R - A raça adâmica é apresentada na Gênese bíblica como sobremaneira inteligente, pois que, desde a segunda geração, constroem cidades, cultivam a terra, trabalham os metais, progridem nas artes e nas ciências. Não poderiam, portanto, esse tronco, ter dado origem a povos atrasados em inteligência, como os da antiguidade e muitos que ainda hoje se encontram neste estágio. A acentuada diferença nas aptidões intelectuais e no desenvolvimento moral entre as raças demonstra uma diferença de origem entre elas.

d) De que modo a própria população do globo comprova a existência do homem na Terra antes da época fixada pela Gênese?

R - Os fatos geológicos confirma a existência do homem na Terra anteriormente à época fixada pelo Gênesis. Documentos reconhecidos como autênticos comprovam que o Egito, a Índia e outros países já eram povoados há pelo menos três mil anos antes da era cristã, apenas mil anos depois da criação do primeiro homem, segundo a gênese mosaica. Não seria, desse modo, admissível que, em tão curto espaço de tempo, um único homem pudesse dar origem à toda a população então existente na Terra, o que contrariaria, inclusive, as leis antropológicas, como explica Kardec.
e) Qual a incompatibilidade apontada por Kardec entre a época do surgimento do homem na Terra fixada pela Gênese bíblica e o dilúvio narrado na mesma obra?

R - Segundo a narrativa da gênese bíblica, um dilúvio teria destruído todo o gênero humano, à exceção apenas da família de Noé e de um casal de cada espécie animal. O povoamento da Terra, em conseqüência, dataria daquela época. Entretanto, o dilúvio aconteceu no ano de 1.656 após a época assinalada para o surgimento do homem na Terra, ou seja, 2.348 antes da era cristã. Ao se estabelecerem no Egito, os hebreus encontraram um poderoso império, que teria sido povoado em menos de seis séculos. Considerando que, além do povo egípcio, havia outros países povoados, é inadmissível que toda essa população fosse constituída pelos descendentes de Noé. Flagrante, pois, a incompatibilidade entre as duas narrativas, demonstrando a razão que o homem surgiu na Terra muito anteriormente à época assinalada na gênese mosaica e a diversidade dos troncos que originaram as raças existentes.

1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo