Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > A Gênese
Papel da ciência na Gênese (ítens 13 a 17) (Estudo 26 de 136)

       


1.- A existencia da alma é aceita por todas as religiões, no entanto o estudo da origem, natureza e destino dessa mesma alma é tratado como tabu pela maioria delas. Acredita-se que é assim porque Deus fez assim e ponto (fé cega).

2.- Isso levar o ser humano a angustia perante o desconhecido. As estórias alegóricas que nos contaram em nossa infancia, já nao nos satisfazem. O Homem sente-se perdido entre o passado e o futuro e muitas vezes entra no "viver aqui e agora" de maneira desenfreada, comprometendo esse futuro.

3.- O Homem encontra-se hoje neste patamar porque faltou a ele meios para observar o campo espiritual. Foi preciso que primeiro ele tivesse o conhecimento sobre a vida material para em uma outra etapa começar a pesquisar esse "outro lado" .
No entanto somente o conhecimento cientifico nao basta, é preciso o conhecimento das leis do principio espiritual.

4.- O Espiritismo é uma ciencia experimental. Através do estudo e com a ajuda da mediunidade é possivel devassar o outro plano, estabelecer relacoes de conhecimento, troca de informações e dessa maneira estudar o Homem como ser espiritual. diferente do ser material e suas transformações.

5.- Esse intercambio faz com que o ser humano complete o seu conhecimento a respeito de si próprio. O ser humano quando encarnado é a somatória do ser espiritual e do ser material e através do estudo sistematizado e científico será possível estudar nossa evolução como espíritos, nao de maneira definitiva, pois cada dia novas descobertas surgem, mas de uma maneira aproximada e racional.

QUESTÕES PARA ESTUDO

a) Qual a causa de muitas religioes nao discuytirem o aspecto cientifico da alma: sua origem e sua destinacao?

b) Qual a razão da questão do homem espiritual continuar somente na teoria?

c) No que o Espiritismo se diferencia das outras filosofias religiosas?


 
Papel da ciência na Gênese (ítens 13 a 17) - Conclusão Voltar ao estudo
 

Todas as correntes religiosas que a humanidade conhece são espiritualistas, ou seja, aceitam a existência de um
princípio espiritual. Todavia, com relação à origem desse princípio, seu passado e seu futuro, cada uma possui uma
concepção diferente. As religiões tradicionais, calcadas em dogmas de fé, tiveram suas doutrinas elaboradas numa
época em que se desconhecia quase por completo as leis que regem o mecanismo do Universo. Sendo assim, a
Gênese por elas aceita encontra-se eivada de fatos cuja impossibilidade de terem acontecido da forma narrada a
Ciência veio demonstrar. Coube ao Espiritismo, como ciência calcada no conhecimento revelado por outros ramos
igualmente científicos e na revelação de Espíritos Superiores a cerca do mundo espiritual, embora sem a pretensão
de ditar a última palavra, trazer à humanidade um nova compreensão da Gênese, retificando os equívocos que se
arrastam ao longo do tempo.


QUESTÕES PROPOSTAS PARA ESTUDO


a) Qual a causa de muitas religiões não discutirem o aspecto cientifico da alma: sua origem e sua destinação?

As religiões tradicionais assentaram sua bases em idéias dominantes nos primórdios da humanidade. Com base
nessas idéias que vigoravam à época sobre o mecanismo do Universo e que eram desprovidas dos conhecimentos
que a ciência mais tarde veio revelar, essas religiões estabeleceram seus dogmas de fé, cuja aceitação por parte de
seus seguidores é ainda hoje imposta. Como esses dogmas não resistem ao mais superficial exame à luz das novas
revelações trazidas pela ciência e estando neles fundamentadas, essas religiões preferem simplesmente ignorá-las,
mantendo suas crenças, a despeito de contrariarem as leis da Natureza hoje conhecidas. O receio de ver desmoronar
toda a construção levada a efeito durante séculos lhes faz ignorarem a ciência.


b) Qual a razão da questão do homem espiritual continuar somente na teoria?

As questões relativas ao homem como espírito, à época da edição da obra que estamos estudando, carecia dos meios
de observação que já haviam para exame das questões materiais. Também com relação a estas, enquanto o homem
não conheceu as leis que as regem, não pôde aplicar o método experimental para estudá-las. Em conseqüência, adotou
sistemas que hoje se mostram absolutamente equivocados, quanto ao mecanismo do Universo e à formação da Terra.

Com o advento da Doutrina trazida pelos Espíritos, as leis que regem o mundo espiritual foram reveladas, permitindo à
humanidade aprofundar o estudo do homem espiritual, agora com a utilização do método experimental. A mediunidade,
mais desenvolvida, generalizada e, principalmente, estudada, veio servir de instrumento para que se explorasse a
pesquisa e o estudo das relações entre os dois mundos existentes - o físico e o espiritual.

Conhecendo, então, a realidade do mundo espiritual e obtendo de seus habitantes importantes informações, o homem
pôde adquirir conhecimentos que os antigos comentadores da Gênese não possuíam, permitindo-lhe melhor compreendê-
-la e lhe retificarem os erros.


c) No que o Espiritismo se diferencia das outras filosofias religiosas?

No que concerne ao tema objeto da obra que estamos estudando - a Gênese - o Espiritismo se distingue das demais
concepções religiosas por admitir uma gênese exclusivamente compatível com os novos conhecimentos trazidos pela
ciência, uma gênese livre das passagens miraculosas e sobrenaturais, que contrariam as leis da natureza. Sendo uma
Doutrina que entende ser a fé raciocinada a única que realmente sustenta o homem nas lutas evolutivas, o Espiritismo
não poderia nunca compactuar com determinados fatos narrados na gênese moisaica, que afrontam as leis de Deus e
que, como temos estudado, são fruto do desconhecimento, reinante à época, das leis que regem o Universo.

1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo