Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > A Gênese
Papel da ciência na Gênese (ítens 1 a 5) (Estudo 24 de 136)

       


1.- A história da origem dos povos antigos, que não possuíam conhecimento nem meios de observação que somente
mais tarde a Ciência veio trazer, confunde-se com suas religiões, cujos livros foram os primeiros que conheceram.
Trazendo todas as religiões as suas versões quanto ao princípio das coisas, sucede-se que através delas é que se
surgiram as teorias que explicam a formação do Universo, constituindo-se os primeiros livros sagrados nos primeiros
livros de ciência e código das leis civis.

2.- Sendo os meios de observação fruto do desenvolvimento da inteligência e do conhecimento das leis que regem a
Natureza, nas eras primitivas eram ainda muito imperfeitos, no que resultaram em teorias sobre o sistema do mundo
eivadas de erros grosseiros. À medida que o homem foi se adiantando no conhecimento dessas leis, foi penetrando
os até então mistérios da criação e retificando as idéias que formara acerca da origem das coisas.

3.- Através da Ciência, em suas variadas especialidades, foi que o homem obteve os meios que lhe permitiram
melhor entender a história do mundo. Antes disso, os estudiosos da Gênese esbarravam em impossibilidades
materiais, não conseguindo avançar no conhecimento. Com o avanço da Ciência, surgiu, no lugar de uma Gênese
imaginária, uma Gênese positiva, acompanhando-se a formação gradual da Terra e dos astros segundo leis eternas
e imutáveis. Mostrou uma criação mais grandiosa e sábia, ao invés de uma criação miraculosa, tirada repentinamente
do nada.

4.- No ponto a que chegou, a Ciência, apesar de ainda não haver vencido todas as dificuldades quanto à questão da
Gênese, já conseguiu destruir muitos dos erros até então tidos como verdades e demonstrou fundamentos essenciais.
Os pontos duvidosos poderão ser no futuro solucionados sem que o conjunto do que é conhecido venha a ser
prejudicado.

Obs.: Devemos considerar que essa observação de Kardec foi feita à época da elaboração da obra
ora estudada, na segunda metade do século XIX.

5.- De todas as Gêneses antigas, a que mais se aproxima dos dados científicos conhecidos é a de Moisés, embora
contenha erros demonstrados pela Ciência, fruto de interpretações distorcidas, resultantes da tradução de certos
termos para outras línguas, de mudarem sua acepção de acordo com os costumes dos povos ou da forma alegórica
peculiar ao estilo oriental e que foi tomada ao pé da letra.


QUESTÕES PARA ESTUDO

a) Qual a influência da religião para o conhecimento da origem da criação?

b) Em que esse conhecimento se modificou com a evolução da Ciência?

 
Papel da ciência na Gênese (ítens 1 a 5) - Conclusão Voltar ao estudo
 

Os primeiros livros religiosos, considerados sagrados, tornaram-se, ao mesmo tempo, os primeiros livros de
ciência. Não possuindo meios de observação que o levasse a dados científicos, o homem adotou esses livros
como a única fonte de conhecimento da gênese da criação. Com o desenvolvimento da ciência, o homem
adquiriu conhecimentos que o levaram a rever antigos conceitos, a que se dava a conotação de sagrados para
que fossem aceitos sem questionamentos.


QUESTÕES PROPOSTAS PARA ESTUDO

a) Qual a influência da religião para o conhecimento da origem da criação?

Os primeiros livros produzidos pelo homem foram os que tratavam de assuntos ligados à religião, abordando,
sempre, o princípio das coisas, que era tema comum a todas as religiões. Como a ciência ainda se encontrava
num estágio de conhecimentos muito atrasado, esses livros religiosos, considerados sagrados, foram, ao mesmo
tempo, os primeiros livros de ciência.

Dessa forma foi que a religião exerceu importante papel para que o homem viesse a ter as primeiras noções a
respeito da origem da criação. Cumpriu, assim, a religião, a função que, muito mais tarde, com a aquisição dos
conhecimentos propiciados pelo progresso dos meios de observação, a ciência veio desenvolver.


b) Em que esse conhecimento se modificou com a evolução da ciência?

Como não possuía conhecimento para compreender racional e naturalmente as coisas, o homem criou uma
gênese repleta de alegorias, de fatos que, posteriormente, a ciência veio comprovar serem ante-naturais, ou seja,
impossíveis de terem se dado da forma como narrados.

Com o advento dos diversos ramos em que se desenvolveu a ciência - como, por exemplo, a Astronomia, a
Química, a Física, a Antropologia, dentre outros - a gênese adquiriu uma conotação científica, mais racional, mais
natural, mais conforme com as leis de Deus e, consequentemente, mais crível. Por essa razão Kardec afirma ser
impossível se conceber a gênese da criação sem os dados que a ciência disponibiliza. " A Ciência é chamada a
constituir a verdadeira Gênese, segundo a lei da Natureza ", afirma o Codificador.
1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo