Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > Educação
Tema: Felicidade e família - nosso papo sobre (Estudo 605 de 835)

       

QUESTÕES PARA ESTUDO E DIÁLOGO VIRTUAL



1) O que entendemos quanto à felicidade no lar?

UMA FAMILIA EQUILIBRADA QUE DEMONSTRA O AMOR, RESPEITO, E A SOLIDARIEDADE.........



2) Como promover (tornar) uma família feliz?

COM AMOR RESPEITO COMPROMETIMENTO COM O BEM ESTAR DE TODOS



3) Como vimos em estudos anteriores, existem muitos sentimentos de ciúmes, mágoa, depressão em torno da família. Algumas vezes levando até mesmo ao divórcio. Como superar esses problemas? Existe uma maneira de vencê-los?



AMOR , UM GRANDE AMOR

4) Qual a sua visão sobre uma família feliz?

uma familia que respeita o caminhar de cada um que sabe que cada um tem o seu tempo, seu momento qe se ajuda mutuamente para chegsar na linha de chegada.

---
1) O que entendemos quanto à felicidade no lar?

UMA FAMILIA EQUILIBRADA QUE DEMONSTRA O AMOR, RESPEITO, E A SOLIDARIEDADE.........

r: exatamente.

2) Como promover (tornar) uma família feliz? r: cultivar o habito de dialogar sempre, promover como meta principal a caridade de ideias que desenvolva a inteligencia humana. alem da frase referida abaixo.

COM AMOR RESPEITO COMPROMETIMENTO COM O BEM ESTAR DE TODOS



3) Como vimos em estudos anteriores, existem muitos sentimentos de ciúmes, mágoa, depressão em torno da família. Algumas vezes levando até mesmo ao divórcio. Como superar esses problemas? Existe uma maneira de vencê-los?

r: livrando do egoismo, isso e a chave, E o depressivo, na marioria dos casos e´ o egoncentrismo pessoal, aquela que so´pensa que ela que sofra, nao permitindo que outros ajudem , nao sei se alguem ja ouviu isso:- eu nao preciso de ajuda.Mas e importante cultivar o habito do evangelho no lar respeitando o horario.

4) Qual a sua visão sobre uma família feliz?

uma familia que respeita o caminhar de cada um que sabe que cada um tem o seu tempo, seu momento qe se ajuda mutuamente para chegsar na linha de chegada.

r: SIM, mas nao confundir isso com comodismo.

---
1) O que entendemos quanto à felicidade no lar?
>UMA FAMILIA EQUILIBRADA QUE DEMONSTRA O AMOR, RESPEITO, E A
>SOLIDARIEDADE.........
>
>2) Como promover (tornar) uma família feliz?
>COM AMOR RESPEITO COMPROMETIMENTO COM O BEM ESTAR DE TODOS
>
>3) Como vimos em estudos anteriores, existem muitos sentimentos de ciúmes,
>mágoa, depressão em torno da família. Algumas vezes levando até mesmo ao
>divórcio. Como superar esses problemas? Existe uma maneira de vencê-los?
>
>AMOR , UM GRANDE AMOR
>4) Qual a sua visão sobre uma família feliz?
> uma familia que respeita o caminhar de cada um que sabe que cada um tem
>o seu tempo, seu momento qe se ajuda mutuamente para chegsar na linha de
>chegada.

eu colocaria tambem que uma familia feliz seria aquele em que os membros
mais evoluidos ajudariam na medida do possivel os menos
---
) O que entendemos quanto à felicidade no lar?

Alegria, compreensão, harmonia, tolerância de uns com os outros, paciência, perdão, etc....

2) Como promover (tornar) uma família feliz?

Pra mim, é praticar em todos os minutos do dia a resposta do item anterior, o que covenhamos, é extremamente difícil, em função de nossa condição de espíritos imperfeitos.

3) Como vimos em estudos anteriores, existem muitos sentimentos de ciúmes, mágoa, depressão em torno da família. Algumas vezes levando até mesmo ao divórcio. Como superar esses problemas? Existe uma maneira de vencê-los?

Eu penso que a vivência do Evangelho e da Doutrina Espírita é possível superar todos os problemas. O que acontece, na maioria das vezes, é que queremos ainda o retorno daquilo que fazemos por nossos familiares. Exemplo: Se eu perdôo meu marido por alguma falta, ou seja, não me importo com seus atos e ações, compreendendo o porquê dele fazer algo, espero que ele faça o mesmo comigo. Só que isso não acontece, não é mesmo!? Estamos sempre falando,falando, falando, implicando, implicando, implincando.

Isso desgasta o relacionamento, porque estamos sempre querendo que nossas opiniões e idéias sejam atendidas e seguidas por todos. Só que somos únicos e nunca existirá alguém como eu.

4) Qual a sua visão sobre uma família feliz?

Respondi no item 1.
---
1) O que entendemos quanto à felicidade no lar?

Qdo há harmonia e até conseguimos nos comunicar sem palavras, qdo o amor prevalece acima de tudo.



2) Como promover (tornar) uma família feliz?

Um respeitando o espaço do outro, mas caminhando sempre ao lado e apoiando nos momentos de fraqueza ou certeza, ou alegreias e tristezas.

Ajudar e ensinar a fazer a coisa certa, educar e dar muito amor. Uma família com isso, certamente estará no caminho da felicidade



3) Como vimos em estudos anteriores, existem muitos sentimentos de ciúmes, mágoa, depressão em torno da família. Algumas vezes levando até mesmo ao divórcio. Como superar esses problemas? Existe uma maneira de vencê-los?

Já passei por uma separação e amava demais meu marido, por isso digo sem medo de errar, as coisas certas acontecem na hora certa, devemos sempre rezar e energizar nossa mente e coração pra que o dia de amanhã seja melhor e não dar ouvidos àqueles que não cansam de cochichar pra vc, que vc deve ter ódio dele, q ele tá te traindo, que a vida é horrível, nós devemos primeiro nos amar, e tentar amar os outros de uma maneira passiva, calma, com brandura. Acho que qdo chega a hora do tormento terminar ele termina, sendo que nunca devemos deixar de acreditar em Deus e ter fé que nossa vida é boa e somos felizes apesar dos pesares.

Tudo passa, um dia vc acorda e vê que é feliz somente por estar viva e ter saúde.



4) Qual a sua visão sobre uma família feliz?

É aquela que sentimos uma coisa boa qdo estamos perto, que sentimos o amor e o carinho entre eles, onde há o respeito. Onde parece que o tempo não anda, e é bom ele não andar.
---
Amiguinhos, abaixo vão minhas respostas.

Abraços a todos...


Mi





QUESTÕES PARA ESTUDO E DIÁLOGO VIRTUAL


1) O que entendemos quanto à felicidade no lar?

Quando há harmonia, compreenção, respeito.



2) Como promover (tornar) uma família feliz?

Buscando acima de tudo amar e respeitar aqueles que estão a nossa volta, ouvindo com amor, e ajudando a que membros que eventualmente não tenham a mesma afinidade, encontrem um ponto de união para se integrarem...



3) Como vimos em estudos anteriores, existem muitos sentimentos de ciúmes, mágoa, depressão em torno da família. Algumas vezes levando até mesmo ao divórcio. Como superar esses problemas? Existe uma maneira de vencê-los?

existe sim, mas depende acima de tudo do amor, não o amor carnal homem e mulher, mas o amor universal, a caridade, e o verdadeiro desejo de fazer diferente....posso não concordar com um membro da familia, mas devo respeita-lo, afinal quando um não quer dois não brigam não é verdade?!



4) Qual a sua visão sobre uma família feliz?

É dificil definir felicidade em um mundo de provas como o nosso, esse sentimento é muito efemro, mas so de saber que temos um ninho para voltar e nos acolher, que temos um coração que pulsa junto ao nosso, só isso nos dias de hoje onde há uma imensa solidão ja pode ser considerado felicidade, problemas teremos sem duvidas, diveregencias, arestas a serem acertadas, mas se o amor prevalecer, mesmo em meio a tormenta a luz vai brilhar....


---
Eis, Gente Linda do coração, tudo joiiinha com vcs?! :-)
Tava lendo aqui as respostas e colocações de vcs, e verifiquei que é ponto concordante que haja compreensão, entendimento, harmonia, amor para a felicidade da familia, né?! :-)
Daí tava aqui pensando em qual o papel e quais as ações individuais e pessoais de cada um de nós para contribuir com a efetivação desse estado familiar?!
dia cor e amor procês todos
beijocas mineiras com carinho no coração

---
Coração
Há inúmeros atos e ações que farão com que contrubuamos para uma familia mais harmonica...mas acho...acredito...que o principal é saber ouvir...mas com amor suficiente no ouvido para peneirar o que chega e devolver só compreensão...
Provei na pele ontem o que um simples olhar enviesado pode fazer num embate familiar, minhas palavras disseram sim, mas meu olhar disse não...e para um coração ferido isso basta...deixei de atenuar uma rusga para aumenta-la, pq. não tive caridade suficiente, julguei antes de permitir que o sentimento chegasse para apaziguar as coisas...então acima de tudo acho que temos de treinar nossa caridade mais ainda nestes ambientes onde a familiaridade, o costume nos torna impacientes com aqueles que amamos....
Caridade...isso muda e transforma tudo.


Abraços a todo!

Mi
---
Olá pessoal da sala. Bom dia para todos. Miriam, não é só vc que passa pela situação que colocou tão sinceramente para nós. Todos passamos. Outro dia estava lendo uma mensagem do amigo espiritual Hammed no livro Renovando Atitudes, lição A Tua Medida (para quem quiser ler), e ele diz que todas as nossas ações, opiniões, etc, ou seja, nosso ponto de análise de qualquer coisa é nosso passado, o que está arquivado em nosso subconsciente. É por isso que vc, autalmente Miriam disse sim, mas a alma disse não. Interessante pensarmos nisso porque todos os embates que temos em família acontecem por causa disso. Apesar de querermos conversar, acabamos discutindo, porque o tom da voz aumenta sem que a gente perceba. São os nossos reflexos condicionados.

Quanto à pergunta da Lu, tenho aprendido muito com o Profeta Elias (I Reis), no estudo do Evangelho Miudinho que fazemos em nosso grupo espírita, a lidar com o poder temporal, pessoal e espiritual que temos. É interessante pensarmos que sempre exigimos do outro comportamentos que nunca temos. Nosso poder pessoal, que dentro do lar se reflete na nossa autoridade perante os filhos e perante o(a) nosso(a) companheiro(a) faz com que abusemos desse poder. Tenho aprendido com o comportamento de Elias que devemos ser honestos conosco em nossa conduta cristã. O que eu quero dizer com isso! Que se eu prego o Evangelho, exemplo, bem aventurados os misericordiosos, porque que na hora de realmente provar que estou tentanto ser misericordiosa eu deixo o poder pessoal que tenho falar mais alto.

A harmonia dentro do lar depende muito mais de mim, que conheço o Evangelho, do que daquele que está comigo dentro do lar - que também pode conhecê-lo. Minha obrigação é praticar e não exigir que os outros pratiquem o Evangelho e a Doutrina Espírita. É só nos lembrarmos do Cristo. Ele podia ter enviado legiões de seus anjos para arrasar aqueles que o crucificaram, no entanto, ele não o fez. Pregou o Amor e quando se levantou do madeiro fez muitos olherem para ele.

O nosso madeiro hoje, nossa cruz, é a nossa convivência com os seres que nos rodeiam, sejam eles quem forem. Será que estamos carregando muitos conosco através do nosso exemplo ou somente pouquíssimos através de nossas palavras.

Beijos a todos. SHEILA - MG

---
Olá meninos!



Eu também, como a Lu, estava pensando. Vi que todos dizem mais ou menos o mesmo sobre como tornar a família e o lar feliz mas:

- O que nós fazemos no nosso lar para procurar torná-lo mais feliz, harmonizado?

- Quando alguém da nossa família não corresponde às nossas tentativas ou, ainda, contribui para a desarmonia do lar, o que fazemos?



Por enquanto era isso. Vamos conversar?



Beijos,



---
O que nós fazemos no nosso lar para procurar torná-lo mais feliz, harmonizado?
Eu tento ouvir mais do que falar, o que para mim é dificil...(rs), tento analisar as situações antes de opinar e principalmente já percebi que a dor alheia não é minha, que posso estender minhas mãos, meus braços, meu coração, mas que não há como viver a dor alheia e que isso não irá ajuda-los em nada...tento controlar meus pensamentos para não emitir mais energias negativas ainda no ambiente...e na hora do problema, deixo a poeira baixar...mesmo que eu tenha razão aprendi a esperar o melhor momento para falar...e a sempre começar dizendo que eu errei, pq. ninguem gosta de ser julgado!

- Quando alguém da nossa família não corresponde às nossas tentativas ou, ainda, contribui para a desarmonia do lar, o que fazemos?

Acho que parte da resposta esta acima, a minha parte eu faço! Abro meu coração, ofereço ajuda, ofereço meus ouvidos, mas cabe ao outro aceitar ou não. Cada um tem seu tempo e sua hora, continuarei orando e oferecendo meu amor, mas respeitando o livre arbitrio de cada um. Só posso dar o exemplo e nada mais.....


---
1) O que entendemos quanto à felicidade no lar?

Entendimento entre os membros; tolerância; aprendizado; respeito.; compreensão, ajuda mútua.





2) Como promover (tornar) uma família feliz?

Buscando o entendimento, o respeito e crescimento de todos os membros.





3) Como vimos em estudos anteriores, existem muitos sentimentos de ciúmes, mágoa, depressão em torno da família. Algumas vezes levando até mesmo ao divórcio. Como superar esses problemas? Existe uma maneira de vencê-los?

Ainda bato na tecla do entendimento, respeito e tolerância.





4) Qual a sua visão sobre uma família feliz?

Entendo como família feliz, aquela em cujo lar há verdade, compreensão, respeito, atenção, entendimento, ajuda, tolerância.

---
O que nós fazemos no nosso lar para procurar torná-lo mais feliz, harmonizado?

Eu costumo fazer minhas preces, ler o Evangelho.Contudo, sou ainda muito, muito,

muito imperfeita. Sinto que me falta ser mais indulgente, tolerante e paciente.



- Quando alguém da nossa família não corresponde às nossas tentativas ou, ainda, contribui para a desarmonia do lar, o que fazemos?

Deveríamos buscar entendimento; ser caridosos, indulgentes, tolerantes.



---
1) O que entendemos quanto à felicidade no lar?

Paz, carinho, lugar onde todos se respeitam.





2) Como promover (tornar) uma família feliz?

Com amor ,respeito as individualidades de cada um.





3) Como vimos em estudos anteriores, existem muitos sentimentos de ciúmes, mágoa, depressão em torno da família. Algumas vezes levando até mesmo ao divórcio. Como superar esses problemas? Existe uma maneira de vencê-los?

SÓ COM MUITA PRECE E FORÇA DE VONTADE E MUITISSIMO AMOR.





4) Qual a sua visão sobre uma família feliz?

eM TODA FAMILIA ENCONTRAREMOS ATRITOS, JÁ QUE TODOS NÓS TEMOS MUITAS COISAS PARA BURILAR. a FAMILIA FELIZ É AQUELA QUE CONSEGUE RESPEITAR AS INDIVIDUALIDADES DE CADA UM E ATRAVES DE UM RESPEITO MUITO GRANDE TODOS CONSEGUEM CRESCEREM JUNTOS



---
Olá crianças!

Viver em comunidade já é difícil, no lar é mais ainda pois, lá e o lugar que encontramos com irmãos que temos débitos, ou vice-versa. Lá é o cadinho, onde todos vamos nos burilar, até o verdadeiro amor estiver dentro de todos nós.

educadorakatiainclusao
1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo