Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > Educação
TEMA: O Espírita e a Família - Comportamento - estudo (Estudo 564 de 835)

       

CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
www.cvdee.org.br - Sala Virtual de Estudos Educar
Temas destinados à Família e à Educação no Lar



TEMA: O Espírita e a Família - Comportamento
PERÍODO: 16/07/2005 à 23/07/2005

Espírita é acima de tudo aquele que luta contra suas imperfeições e a cada dia se sente melhor do que no dia anterior. Ou seja de nada adianta nós lermos e aprendermos se não colocamos quase nada em prática.
O comportamento acima de tudo não é só relacionado a educação, mas também o comportamento moral que está diretamente ligado com a evolução espiritual que cada espírito encarnado tem absorvido pra si. Estarmos num belo centro e cercado de pessoas evolutivas, não nos garante nada, pois tudo depende de nós, tudo parte de nossa iniciativa.
Jesus nos presenteou não apenas com sua presença na carne, mas também com exemplificações, onde simultaneamente em que era provocado, ele respondia a altura sem magoar ou ferir ninguém.
Desde essa época já temos em nossas mãos uma bela ferramenta de mudança nos nossos pensamentos e atos. Já Kardec veio colaborar na complementação, ajudando a trazer O Consolador Prometido. Portanto agora mais do que nunca, temos condições de praticarmos uma fé raciocinada. E nisso tudo, temos a "obrigação" de nos aperfeiçoarmos, onde temos a frase: "A quem muito foi dado, muito será cobrado". Ou seja temos as ferramentas e se as usamos, devemos usá-las para o aperfeiçoamento.
Nisso, o nosso comportamento como verdadeiros espíritas é de sempre estarmos buscando e aprimorando o nosso comportamento moral, diante de tudo e de todos. Não somos perfeitos, mas estamos caminhando para alcançar este objetivo.
Nossas famílias e nossos amigos precisam conhecer e ver em nós o que é ser espírita, somos na verdade uma vitrine, quer queiramos ou não. A partir do momento que sou conhecido como espírita, devo me portar de forma a condizer com o que me é ensinado e visto no meio espírita. Somos observados e analisados a todo momento, e por isso mesmo que aquele que deseja semear bons frutos na sua família, deve mostrar em pensamentos e atitudes o que é realmente ser espírita. A doutrina espírita se fundamenta bastante na conduta, nos três aspectos em que ela se mostra (ciência, filosofia e religião).
Estarmos em boa sintonia com os fundamentos morais da doutrina é estarmos, encorpando, engrandecendo e fortificando a doutrina espírita, onde o contrário estaria denegrindo e ridicularizando tudo inclusive nosso codificador.
Por isso irmãos, sejamos Kardec sempre, estudando, aplicando e acima de tudo exemplificando vivamente e assim provando que somos sim comungadores do Consolador Prometido, afinal a nossa fé é raciocinada, e exemplificar o Evangelho e a Codificação, é acima de tudo mostrarmos o poder de Jesus em nosso espírito.

Livro recomendado: Conduta Espírita

Bem, depois de tudo que foi escrito acho que vocês terão muito o que comentar.
Contamos com as opiniões de vocês sobre o tema de uma forma geral. Com dúvidas e relatos dentro do tema proposto.


Bom estudo a todos.



Equipe Educar - http://www.cvdee.org.br/contato.asp

Equipe Educar - CVDEE
Ivair, Márcio, Rosane, Lu e Fúlvia
1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo