Espiritismo Educação Recursos Ajuda Serviços
Estudos
Salas de Estudo      O Livro dos Espíritos      O Evangelho      A Gênese
O Livro dos Médiuns      Série André Luiz      Série Philomeno   Educar      Família      
Home > Educação
Tema : Lar - nossa conversa sobre (Estudo 10 de 835)

       

Tema 03b : Lar nossa conversa sobre

Olá a todos!!! Esta é a primeira vez que participo nesta sala, e espero estar contribuindo com o meu melhor. Lá vai!!!

Logo abaixo deixo algumas idéias com relação à primeira questão:

01) Qual a diferença entre família e lar?

De acordo com o ³Dicionário MAIS da idéia às palavras², da Seleções do Readers Digest, fui buscar algumas idéias:

FAMÍLIA significa:
- estirpe,
- descendência,
- tronco,
- lar.

Algumas idéias:
- FAMILIAR, DOMÉSTICO: próprio da família;
- APELIDO, PATRONÍMICO: nome de família;
- PATRIARCA, PATERFAMÍLIAS: chefe de família;
- TRONCO: indivíduo que está na origem de uma família;
- GENEALOGIA: filiação dos membros de uma família;
- DINASTIA: sucessão dos membros de uma família real ou muito célebre;
- ANTEPASSADOS, AVÓS, ASCENDENTES, MAIORES: membros da família de que se descende;
- CONSAGUÍNEOS, COLATERAIS: membros de uma família que descendem de um mesmo antepassado;
- DESCENDÊNCIA, LINHAGEM, POSTERIDADE, PROGÊNIE, GERAÇÃO, RAÇA, ESTIRPE, CAPA: família de uma pessoa ilustre;
- HEREDITARIEDADE, ATAVISMO: traços transmitidos pelos antepassados de uma família à sua linhagem;
- PATRIMÔNIO: conjunto dos bens de uma família;
- CLÃ, ESCOLA, SOCIEDADE: família artística.


LAR significa:
- lareira,
- família,
- casa.

Algumas idéias:
- LARES, PENATES: divindades romanas do lar;
- NINHO: lar de aves;
- FOJO, TOCA: lar de feras;
- FAMÍLIA: formar um novo lar;
- CASA, FAMÍLIA: lar ao qual se regressa.

(alcdl)

---
"A casa não é apenas o refúgio de madeira ou alvenaria. É o lar onde a união e o companheirismo se desenvolvem."


a) O que seria verdadeiramente União e Companheirismo, e como desenvolver isso para tornar nossa casa um verdadeiro Lar?
Estar unidos em qualquer momento, seja bom ou mau (união), e acima de tudo respeitarmos as diferenças, compreendendo que cada um tem as suas qualidades e defeitos, e podemos assim poder aprender muito uns com os outros (companheirismo).
(alcdl)
--
Bom dia,
Luz e paz!
Esta proposta de estudo me fez meditar um pouco mais acerca destes conceitos de lar e família, a princípio pensei no lar físico, mas penso que lar é o espaço onde habitamos, físico ou não; já a família são todos aqueles que estão vinculados a nós. Quando encarnados temos pais, irmãos, filhos, marido, enfim, "n" pessoas, mas ocorre algumas vezes que o lar terreno e formado por um solitário (a), não será um lar? Mas onde sua família? Não tem mais os pais, não teve irmãos. Quem será sua família neste momento? Será somente aqueles que o estimam? Neste caso fico a pensar se não será toda e qualquer pessoa que com ela conviver. Penso assim porque vejo por alguns exemplos, que a paternidade ou maternidade não dá garantia para um lar nem para formar uma família, são estranhos e se odeiam, porém encontram fora do lar amigos que os compreendem e amam. Assim que vejo lar e família sendo usados como conceitos corriqueiros, já para aqueles que preocupam-se com a verdade, os espíritas que estudam os conceitos de amor e fraternidade, sabendo dos compromissos assumidos diante da espiritualidade, logo nos colocamos alertas e tentamos nos animar neste árduo trabalho de amor, de acertos, de paciência, de dedicação, por que não dizer de sacrifícios. E vejo que neste trabalho de levar conceitos de amor ao nossos próximos e também fundamental levar os outros próximos além da família, mas olha que competição é difícil ! A TV, as revistas, a mídia no geral minando todo e qualquer trabalho no bem, por vezes é como se estivéssemos sós no meio da multidão. Nesta hora, e em todas as horas que a família precisar a prece é o consolo e o remédio, cercá-la na luz de todo amor que tivermos, oferecer o Evangelho no Lar e a Evangelização os grandes e pequenos, não esquecendo que o exemplo tem de ser oferecido, mas que a trajetória é individual.
Uma boa semana a todos, com um beijo.
(Lúcia )

--
O Apóstolo Paulo afirma que estamos sempre cercados por centenas de testemunhas, não importando se estejamos escondidos ou a vista, se estamos a sós ou acompanhados. No caso de pessoas que vivem sozinhas, credito que aqueles Espíritos simpáticos a elas, estejam sempre a acompanha-las. Ninguém está só.
Edson
---
Foram muito interessantes, assim como extremamente válidas as colocações de todos vocês em respostas às questões que nossa coordenadora Lu colocou na sala.
Sabem que, analisando essa questão Lar, lembramo-nos de um conceito que André Luiz nos dá no livro Sinal Verde, psicografia de Chico Xavier:
"A casa não é apenas o refúgio de madeira ou alvenaria. É o lar onde a união e o companheirismo se desenvolvem."
Bonito e profundo, não acham?
Nos mostra a necessidade de nos unirmos mais, de aprendermos a ser companheiros de verdade, e também que onde existe isso, temos aí um verdadeiro lar.
Então, vamos continuar respondendo às questões propostas pela Lu, e acrescentar mais esta:
a) O que seria verdadeiramente União e Companheirismo, e como desenvolver isso para tornar nossa casa um verdadeiro Lar?
Abraços à todos
(Ivair – Equipe Educar CVDEE)

---
Verdadeiramente união e companheirismo,... é participar dos acontecimentos do lar, deixar as diferenças e problemas de lado, ter um convívio afetuoso, um lar com harmonia, sem discussões, principalmente na frente dos filhos, sempre dialogar com o marido e filhos sobre os assuntos do dia. Estar sempre juntos nos momentos bons e ruins, principalmente nos momentos ruins, onde precisamos ainda mais do companheiro. E crescendo num ambiente assim nossos filhos com certeza criarão um lar também com união e companheirismo.

(Maritsa)

---
1- Não consigo ver família separado de um lar ,os dois andam juntos ,a família uma reunião de espíritos que se reúnem no aprendizado da Terra formando um lar onde há de se ter amor ,renuncia ,dedicação ,perdão .

2- Só acredito na formação de um lar com amor ,através do amor de 2 pessoas que se propõem a amar e respeitar .

3- Lar ,pelo menos o lar que todos gostariam de ter seria de espíritos que se amem ,que pelo menos respeitem as diferenças que saibam contornar os obstáculos com amor, deixando o amor e o egoísmo de lado ,que lutassem juntos para se ter um lar equilibrado e harmonioso ,seria o ideal de um lar ,mas no planeta Terra esta difícil ,mas vamos lutar para melhorar tudo isso ,principalmente nos mudando a nós mesmos ,(reforma intima ) .

4- Como já disse o amor é base da formação de um lar ,junto com o amor vem o exercício da paciência ,da compreensão ,do perdão ,somos muito imediatistas e nos arvoramos quando os resultados de nossos investimentos na família não há retorno .Eu particularmente as vezes me canso de tentar sempre contornar tudo ,quando apenas um da família luta se torna muito mais difícil ,mas minha fé é grande e quando me sinto triste oro muito e peço forças Deus ,abro meu livro Fonte Viva e vem sempre uma resposta .A solução que vejo é o muito amar .
(Luiza)

---
Olá pessoal...

Apenas a título de comentário inicial, não há dúvidas que no Lar reencontramos amigos cujas afinidades traduzem os laços de amor já formados, como também espíritos que ainda não nos afinizamos em laços de amor e que só a convivência adequada pode transformar, como o próprio Emmanuel nos ensina no texto citado. Mas também há a possibilidade de recebermos o convívio de espíritos que ainda não tivemos relacionamento anterior, mas que o programa de reencarnação contempla, objetivando sempre que prevaleçam as leis Divinas, onde o progresso se faz com a permuta de conquistas morais de cada um, cuja origem está na convivência.
Sobressai que, independente da situação de relacionamento anterior, o compromisso de auxílio mútuo entre todos os componentes do Lar é estabelecido no programa reencarnatório da família e sendo assim devemos buscar o melhor de nós, de forma contínua, para aproveitarmos a oportunidade de aprendizado e crescimento.
até
(Maurício)

---
Olá pessoal...muita alegria

Acredito muito na necessidade de criar uma cumplicidade no relacionamento familiar. Esta cumplicidade vem da certeza de que todos somos espíritos eternos em aprendizado, ainda imperfeitos a caminho da perfeição e que estamos unidos no Lar sob as bênçãos de Jesus para nos auxiliarmos mutuamente. Á partir desta premissa, a compreensão e o respeito em relação ao outro tornam-se preponderantes nas ações e pensamentos, permitindo que o cotidiano possa ser veículo para uma convivência mais adequada e feliz...então o companheirismo e a união surgem naturalmente...

Como os espíritos responderam para Kardec, o maior defeito é o egoísmo, onde se originam todas as demais imperfeições morais. Se dentro do Lar, buscarmos privilegiar o objetivo maior de estarmos juntos a cada situação formada e prestarmos atenção em todas as derivações do egoísmo (orgulho, vaidade, ciúme,...) dentro de nós mesmos, iniciaremos um processo benéfico de auto-educação. Esta postura perante aos demais familiares permitirá indução favorável, levando a um clima de cumplicidade, no sentido de auxílio-mútuo.

É claro que nem sempre é possível que todos dentro do Lar desenvolvam esta cumplicidade, mas faz parte do aprendizado tbém, o que importa é nos esforçarmos no limite de nossas forças, fazendo a nossa parte, pois os resultados a Deus somente pertencem...

até mais amigos
(Maurício)
1998-2018 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo