Espiritismo Estudos Educação Ajuda Serviços
Recursos
Literatura      Tire suas dúvidas      Dúvidas respondidas
Artigos      Apostilas      Entrevistas publicadas      
Home > Dúvidas respondidas > Passe
Dúvida #039 (Dúvida 1 de 10 da categoria 'Passe')

       

O que significa "tomar passe" ?
Segue pequeno resumo do assunto "passe":

O QUE: O passe é uma transmissão magnetica de fluidos energéticos, de uma pessoa a outra. Quem recebe é denominado de paciente, e quem ministra o passe é denominado de passista, ou ainda médium passista. "Tomar passe" é, portanto, ter participado de uma sessao de passe, do ponto de vista do
paciente; já do ponto do passista, esse "Deu um passe".

EXCLUSIVIDADE: O passe, assim como a comunicacao mediunica, nao são exclusivos dos espíritas; qualquer um, independente de sexo, ou religiao, pode aplicar ou receber um passe.

TIPOS: Há varias maneiras de se aplicar o passe; os mais comuns sao aqueles usando-se as maos: o passista fica de pé, em frente ao paciente (que está sentado) e vai passando as maos ao longo do corpo do paciente, perto do corpo mas sem toca-lo.

TEMPO e FREQUÊNCIA: O tempo do passe é variavel, mas regra geral é curto, da ordem de 5 minutos ou menos. O numero de sessoes (frequência) tambem varia, e geralmente deve ser grande, para surtir o efeito desejado. Um dos grandes erros de quem "toma" passes é não querer ser submetido a um tratamento prolongado (várias sessoes), porque a transfusão das energias magnéticas (do passista) levam o seu tempo a penetrar nas regiões afetadas, fazendo com que células doentes sejam revigoradas, o que se pode constatar em francas melhoras após um mês ou mais da transmissão dos fluidos. Infelizmente, atravessamos uma época em que queremos tudo feito rápidamente e, por isso, quando não sentimos as melhoras logo nas primeiras sessões, perde-se a confiança e desiste-se de "ir ao passe".

EFICÁCIA: O passe nao é um remedio milagroso. Quem toma o passe recompoe-se, energeticamente falando; mas se tiver uma doenca, essa continuará; assim, o passe nao substitui a medicina tradicional, e sim é um complemento dela.

ORIGEM: O passe, como ciencia organizada, ja era conhecido na epoca de Alan Kardec, sob o nome de "magnetismo"; se houver interesse, a obra de referencia 9 fornece detalhes sobre o magnetismo. A origem do passe perde-se no tempo, tanto é que na ja na epoca da Biblia ha' varias referencias, mostrando Jesus e os apostolos dando passe (fazendo a "imposicao das maos", como era conhecido).

BIBLIOGRAFIA:
1- ARMOND, Edgard- Passes e Radiações, São Paulo, Editora Aliança, 23. edição, 1984.
2- CURTI, Rino- O Passe,(Imposição das mãos), São Paulo, Livraria Allan Kardec Editora, 1. edição, 1985.
3- GORDON, Richard- A Cura pelas mãos, São Paulo, Editora Pensamento, 1978
4- JACINTO, Roque- Passe e Passista, São Paulo, Edições Culturesp Ltda, 3. edição, 1984
5- KARDEC, Allan- Obras Póstumas, Rio de Janeiro, Federação Espírita Brasileira ( Departamento Editorial) 12. Edição, pág. 60.
6- KARDEC, Allan- O Livro dos Médiuns, Rio de Janeiro, Federação Espírita Brasileira ( Departamento Editorial), 49. Edição, 1983, pág. 208.
7- LAPPONI, José- Hipnotismo e Espiritismo, Rio de Janeiro, Federação Espírita Brasileira ( Departamento Editorial) 2. Edição, l979.
8- LEADBEATER, C. W.- Os Chakras, São Paulo, Editora Pensamento.
9- MICHAELUS- Magnetismo Espiritual, Rio de Janeiro, Federação Espírita Brasileira ( Departamento Editorial), 3. Edição, 1975.
10- TOLEDO, Wenefledo de- Passes e curas Espirituais, São Paulo, Editora Pensamento.
1998-2009 | CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo